É bizarra a forma metafórica do amor. Sua presença causa alegrias e largos sorrisos, porém a sua ausência transborda tristeza e faz o caos nascer no coração.
A Escritora de Bar. (via decepciona)
Me dê paz ou
Me deixe em paz.
Acrescentada.    (via antipoetico)
Que a gente continue a ter vontade, verdade, saudade. Que a gente continue a lutar, amar, se entregar. Que a gente aprenda a não desistir, enfraquecer e se queixar. Que a gente perceba que a poesia embeleza a vida, a alma e os olhos. Que a gente embale os versos, as frases e os sonhos.
Clarissa Corrêa.  (via cartas-rasgadas)